Estudo Prob. da Resistência Liquefeita de Rejeitos Arenosos

Estudo Probabilístico da Resistência Liquefeita de Rejeitos Arenosos com Base em Ensaios Triaxiais Drenados

Pilhas e barragens de rejeitos arenosos podem ter uma grande variação nos perfis de índices de vazios, função da porcentagem de finos, do processo diferenciado de deposição e principalmente do ressecamento pós-lançamento hidráulico. Dados publicados mostram que boa parte dos rejeitos pode estar no estado medianamente compacto na zona superficial de deposição.Com os alteamentos das barragens era de se esperar que houvesse uma tendência de equalização dos índices de vazios com a profundidade, no entanto, este comportamento não é sempre verificado. Nestes casos, tem-se que a grande variação do índice de vazios inicial não é compensada com o aumento do nível de tensão durante as fases de alteamento das barragens. Este comportamento dificulta muito os estudos de potencial de liquefação, que são geralmente baseados no índice de vazios inicial (densidade relativa) associados ao nível de tensão de campo. O estudo em questão visa avaliar a influência deste comportamento no potencial estatístico de liquefação. Com base em ensaios triaxiais drenados tem-se determinada a posição da linha de estado crítico, neste caso, contemplado apenas os materiais inicialmente fofos. Entendendo que os materiais classificados por medianamente compactos ou compactos sofreram processo equivalente à compressão seguida de descompressão (ressecamento), a amostragem de perfis de índices de vazios em campo foi estimada adotando-se o coeficiente médio de recompressão. No espaço tensão efetiva octaédrica versus índice de vazios as zonas com potencial de liquefação foram classificadas de acordo com os parâmetros de estado sugerido na literatura. Aplicando o comportamento não drenado no cisalhamento, quando não há alteração do índice de vazios, tem-se determinada a tensão efetiva octaédrica na ruptura e
quantificada a razão de resistência não drenada para cada nível de tensão efetiva e respectivo índice de vazios inicial. Com a amostragem de valores obtidos foi possível desenvolver uma proposta para estudos probabilísticos de resistência liquefeita de barragens de rejeitos arenosos.

Faça o Download do nosso Material

Onde Estamos:

Centro de Treinamento BH
Rua Ministro Orozimbo Nonato, 102
Sala 2209 – Torre A – Edifício Icon
Vila da Serra – Nova Lima | Belo Horizonte

Onde Estamos:

Escritório: 
Rua João Pedro da Silva, 505
Sala 04 – Bauxita – Ouro Preto/MG

Sugestão de Hospedagem:

  • 1 – Hotel Mercure
  • 2 – Piemonte Hotel
  • 3 – Caesar Business BH

© Geofast

by nerit